domingo, 14 de dezembro de 2008

Programas de uso da transmissão automática


O sistema possui uma alavanca seletora com várias posições, uma específica para cada situação de uso do veículo :

P ( Park ) – Estacionamento. Realiza o bloqueio das rodas motrizes para manter o veículo imobilizado. O seu acionamento deve ser feito com o veículo totalmente parado, sob pena de sérios danos à transmissão.

R (Reverse) – Utilizada para manobras em marcha à Ré. Deve-se evitar a seleção dessa opção com o veículo em movimento.

D (Drive) – marchas à frente. Garante o engrenamento sequencial de todas as marchas à frente disponíveis, de acordo a necessidade imposta pela velocidade e carga imposta ao motor. É a marcha normalmente utilizada enquanto se trafega com o veículo. Para manobras, deve-se controlar a velocidade com o pedal do freio, pois uma vez selecionada Drive, o veículo já estará se movimentando em baixa velocidade.

Quando se pressiona o acelerador a fundo - em uma ultrapassagem, por exemplo – o sistema de transmissão automática reduz a marcha para que se tenha maior potência, passando para a próxima tão logo se alivie o pedal do acelerador ou quando a rotação do motor exigir a troca.

N (Neutro) - Permite que o motor seja ligado e operado sem movimentar o veículo. Se necessário esta posição deve ser selecionada para ligar novamente o carro, enquanto ele está em movimento. Esta posição também deverá ser utilizada para manobras. Importante - Em hipótese alguma o condutor do veículo deverá utilizar esta posição da alavanca para descer uma serra, por exemplo, visto que a lubrificação proveniente da bomba será insuficiente, devido ao baixo giro do motor (marcha-lenta), para os componentes que giram à velocidade das rodas motrizes, danificando a transmissão.

1 / Low – Permite o engrenamento apenas da primeira marcha. É uma opção que deve ser utilizada em subidas muito íngremes, onde o sistema pode tender a realizar trocas sucessivas de marcha provocando perda de rendimento – o sistema engrenaria a segunda, para logo em seguida retornar a primeira velocidade, fazendo mudanças sucessivas primeira / segunda. Da mesma forma a opção Low / 1 pode ser acionada em descidas muito íngremes, garantindo um freio motor eficiente.

2 – Admite o engrenamento até a segunda marcha, especialmente útil em subidas de serra ou descidas para o uso do freio motor.

3 – Nessa seleção a última marcha ( geralmente a Quarta ) será desabilitada. A função dessa opção é permitir que o carro tenha respostas mais rápidas em trânsito urbano por exemplo, onde a mudança constante de marchas reduziria o desempenho. Outra função é garantir um pequeno freio motor em descidas, o que ajuda a poupar os freios e aumenta a segurança.

Opções de troca

Alguns sistemas de transmissão automática possuem botões de seleção demodos de troca, de forma a melhor adaptação às condições de uso e estilo de dirigir do motorista.

O/D Off ( Over Drive OFF ) – Nessa seleção a última marcha ( geralmente a Quarta ) será desabilitada. Atua de forma semelhante a opção 3 descrita anteriormente.

S ( Sport ) / POWER – Retarda as trocas de marcha, ou seja, comanda as trocas em rotações mais elevadas garantindo um melhor desempenho.

HOLD – Mantém a atual marcha selecionada, impedindo a troca automática. Também útil em subidas ou para utilizar o freio motor em descidas.

ICE – Permite a saída do veículo em terceira marcha. Dessa forma ocorrerá uma perda no torque transmitido às rodas motrizes, diminuindo a possibilidade de deslizamento quando se trafega em lama ou gelo.

ECONOMY – Antecipa as trocas de marcha, permitindo que o motor trabalhe numa faixa de rotações mais baixa, com consequente economia de combustível.

seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário