quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Louis Renault (1877-1944)

Nascido em 18 de fevereiro de 1877, em Paris, na França, Louis Renault era o quarto filho de Alfred Renault, que tinha uma pequena venda de telas na "Place des Victories". Na época em que na França só se falava em automóveis, Louis teve a oportunidade de ir ao primeiro Salao do Automóvel de Paris, com apenas 12 anos. A partir daí, Renaul queria conhecer o máximo possível sobre aquelas máquinas, apesar da posição do pai sobre isso. Ele passava dias inteiros no jardim da sua casa fazendo inventos na sua casa em Billncourt, mas vários deles falhavam. Ele inventou um gerador de vapor do qual ganharia dinheiro ao vendê-lo à fábrica de caldeiras Delaunay-Bellevile. Ele deixou a opção de seguir os estudos superiores para trabalhar nesta empresa, mas teve que cumprir com seu serviço militar. Também construiu uma ponte desmontável que o torno admirado pelos seus superiores. Quando terminou a sua temporada nos acampamentos militares, viajou para sua oficina em Billancourt tendo decidido que iria realizar seus projetos ao criar suas própria empresa. Em 1898 ele construiu o Renault tipo A. Era seu primeiro veículo e conseguiu 12 pedidos. Um ano depois patenteou uma caixa de câmbio com 3 marchas à frente e uma à ré, instalada no Renault tipo B, que tinha um motor de 450cm³ refrigerado a ar. Naquele ano foram produzidas 76 unidades e 110 pessoas estavam trabalhando na Renault Freres. Depois, junto ao seu irmão Marcel, fundou a Irmãos Renault. Essa empresa fez sucesso e foi prestigiada com seus automóveis nas competições que aocnteciam, mas Marcel morreu em 1903 por causa de um acident em uma dessas corridas. Quando chegou a Primeira Guerra Mundial, p governo obrigou Renault a fazer armas, daí surgiu o primeiro tanque de guerra, o Renault FT, uma inovação para a época. Quando havia acabado a Guerra, a Renault voltou à produção de automóveis.Com a Segunda Guerra Mundial o governo novamente decretou que a Renault produzisse tanques... Não suportanto a pressão do governo, transferiu-se para os Estados Unidos em 1939. Com a caída da França em 1940, Renault regressou ao seu país para ver a situação da empresa.

Os alemães, interessados na fábrica, lhe propuseram a produção de armamento, e assim se daria início à fase obscura da empresa. Em 1944, quando a França foi recuperada pelos aliados, Louis foi acusado de traição à patria, e já sabendo de seu destino fatal, ele se enfraqueceu rapidamente e morreu em 24 de outubro de 1944, ainda antes do seu julgamento. Em janeiro de 1945, Charles de Gaulle (estadista francês) decidiu nacionalizar a Renault e a companhia passou ser chamada de Régié Nationale dês Usines Renault.


Fonte: A História dos Automóveis do Brasil

seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário